Como será o Futuro das Batalhas de Rimas?

Aposto que você, assim como eu, gostaria saber como será o futuro, e se está lendo esse post é porque gostaria de saber o futuro das batalhas de rima, correto?

Bem, apesar de eu não ter bola de cristal nem possuir dom divino, vou trazer pra vocês como a arte do freestyle irá se transformar pra melhor no futuro, baseado no que vêm acontecendo nos último anos e nos países referência.



O que você encontrará no artigo:



O que já está Acontecendo no Mundo?

Bem, as batalhas de rimas já têm uma relevância muito forte em alguns países, cada país tem um estilo diferente de como funciona os confrontos, Pasmem! tem duelos que duram mais de 30 minutos cada, isso mesmo, bate e volta pesado e longo rs.

Outro ponto, muitas competições têm uma super produção, filmagem impecável, som da melhor qualidade, até as lives têm uma qualidade superior ao que estamos acostumados em muitos eventos pelo Brasil, apesar de ter melhorado muito nos últimos tempos por aqui.

Mas toda essa infraestrutura, se deve ao fato de terem grandes marcas patrocinando esses mega eventos, por exemplo, a Red Bull organiza uma especie de "Libertadores" de freestyle, vários paises da América do sul (que falam espanhol), participam dessa competição.

É como se o campeão do Nacional enfrentasse os campeões do Nacional de outros países. E a final aconteceu em um estádio de futebol na Argentina, foda né?!

Final Internacional da Batalha "De Los Gallos" em 2018:



As Mudanças vão acontecer no Brasil?

A resposta é SIM, agora não podemos dizer quando, o freestyle brasileiro ainda é muito marginalizado e até pouco tempo era acompanhado apenas por públicos pequenos, das ruas, underground.

Mas isso vem mudando numa velocidade absurda. Essa mudança se deve a alguns acontecimentos:

- Crescimento de Páginas no Facebook fazendo curadoria de batalhas destaques, fez muitas pessoas interagirem, compartilharem e alcançar pessoas que não conheciam o freestyle.

- Grande número de artistas musicais terem iniciado a sua carreira após ganharem visibilidade nas rodas de rima, mostrou que as rodas são muito mais que diversão, são formas de iniciar carreiras de sucesso.

- Sites de Freestyle, como o beRap , que buscam trazer informações relevantes sobre essa arte e consequentemente o Google e outros sites de buscas acabam recomendando para mais pessoas

Tudo isso é só o começo, eu GARANTO!
e se você duvida, eu posso afirmar que tem sites que fazem analises preditivas (buscam aprender com o passado para descobrir o futuro). E temos excelentes notícias para as batalhas de rimas

Para você entender o que estou falando, vou mostrar a expectativa de inscritos de alguns canais para os próximos 5 anos:




Isso não é chute, se os canais e site continuarem fazendo ótimo trabalho que estão fazendo, é uma realidade.



As Batalhas de rima em 5 anos

- Profissionalização da Categoria
Vão surgir bastante competições nesse período em que grandes marcas (já está acontecendo), irão patrocinar grandes eventos. E para isso, o MC terá que ter um preparo maior, regras mais rídigas, pois nenhuma marca gosta de ter seu nome associado a rimas preconceituosas, concorda?

Então cada vez mais os Mcs terão que usar da criatividade e conhecimento para mandar rimas inusitadas e de qualidade, esse movimento poderá tornar os "Mcs de freestyle" uma profissão que põe comida na mesa todo mês, e torcemos muito pra isso, porque é uma arte que deve ser valorizada.

- Aplicativos de batalha de rima
Bem, isso não vai acontecer em 5 anos, e sim em 2019. O beRap está lançando um aplicativo de rima totalmente em português com rankings, personagens, itens e muitas outras coisas que você só irá descobrir quando lançarmos rs

Mas vamos ao que interessa, os aplicativos servirão para muitas pessoas que moram longe de rodas culturais poderem fazer parte do movimento. Também para Mcs que já rimam em rodas poderem treinar para melhorar seu desempenho.

Muitos outros benefícios como ter novas competições em qualquer hora e lugar, ganhar premiações, mais visibilidade e claro diversão.

- Tecnologia
A tecnologia não veio pra substituir nada que existe nas rodas culturais físicas, apenas pra somar. Teremos bastante auxílio de programas e aplicativos para ajudar os artistas, por exemplo, após o Mc mandar uma rima, o programa entender a rimar e sugerir melhorias, como:

"Você está usando muito a gíria 'Tá ligado', seria bom evitar um pouco pra rimar ficar mais completa".

Sim, isso será possível e ajudará muitos Mestres de Cerimônia.

- Poder de Escolha
Sabe quando acontece de 2 Mcs rimarem e na hora da votação você achar injunto, dizer que levou os amigos pra votar, ou só ganhou porque era Mc da cidade, enfim, A tecnlogia pode acabar com essas discussões.

Já imaginou após um duelo todos de todo o Brasil conseguirem votar pelo celular em quem ganhou e essa informação chegar em Tempo Real para os organizadores, isso será possível e deve acontecer mais rápido do que imaginamos.



Como serão as Batalhas de rima em 15 anos?


Em 15 anos, já passa a ser um chute do autor (eu), baseado no que a tecnologia proporciona em outra áreas. Vou listar possíveis tecnologias que poderão impactar no jeito de consumir freestyle.

- Batalhas imersivas
Já viu aqueles vídeos que o cara bota um óculos e parece está numa montanha russa? Então essa realidade também pode ser aplicada as batalhas de rap.

Imagina o Duelo Nacional de Mc's, sabemos que é em BH, mas você mora a centenas de KM de distância, já pensou colocar um óculos e parecer que está na fileira da frente assistido a tudo em tempo real? Parece coisa de louco (realmente é de louco), mas é real. Isso será possível e torcemos pra que acontece o mais breve possível.

- Duelo contra um Clone que imita qualquer Mc
Já pensou você entrar num aplicativo e rimar com o César, Orochi, até o Emicida?
Já existe essa tecnologia, chama-se inteligência artificial. Ela pode analisar conversas, voz e tudo que é possivel para "imitar" seu dono.

Se você pensa que é impossível, te faço uma pergunta.
Você conhece a Música Neural do Sabotage lançada em 2016?
Hã, como assim, se Sabota morreu em 2003?

Então, uma inteligência artificial criou uma música no estilo do Sabota, beaseado em todas as musicas deles, e na mensagem que ele passava, se isso já foi possível em 2016, imagina daqui a 15 anos.

Música abaixo:


Por isso, digo e repito, poderão existir meios de analisar todas as rimas do Orochi, por exemplo, o jeito de falar, estilo de rima e "clonar", e ensina-lo a rimar. isso ia ser foda né, e ainda digo mais, existirão programas que vão analisar todas as rimas, referência e definir quem foi o melhor, como se fossem jurados.



Bem, essa foi minha contribuição de hoje, o futuro do freestyle é mais emocionante do que imaginamos, espero que tenha gostado e gostaria que você desse seu palpite, qual transformação ocorrerá com o freestyle no futuro?

Pode chutar, a real é que ninguém sabe o dia de amanhã, tmj família!
#rapSalva


Quer Treinar seu Freestyle?